Voto secreto decidirá presidentes do Senado e Câmara Dias Toffoli diz que regimento interno é que manda

0

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli decidiu, nesta quarta-feira (9),  pela validade da votação secreta  para a eleição da Mesa Diretora do Senado e da Câmara dos Deputados.

Toffoli contrariou a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que em dezembro  determinou votação aberta na eleição do Senado. O presidente do STF, também rejeitou um pedido do deputado eleito, Kim Kataguiri que pedia a mesma votação aberta para presidente da Câmara dos Deputados.

 O entendimento de Toffoli valerá até o julgamento do mérito no plenário do STF,  marcado para o dia 7 de fevereiro, cinco dias depois da eleição das Mesas no Congresso, ou seja, as votações serão secretas.

Comentários