Vale sabia que mataria mais de 100 pessoas Documento de outubro mostra avaliação

0

O Ministério Público anexou ao processo sobre o desabamento da barragem de Brumadinho, um documento interno da Vale que avaliou em outubro de 2018, que o colapso da barragem  provocaria a morte de mais de cem pessoas.

A avaliação interna, feita três meses antes da tragédia, apontou que o prejuízo financeiro para a Vale custaria para a empresa 5,6 bilhões de reais.

Essa gente tem de ser presa.  A barragem se rompeu em 25 de janeiro. Brumadinho fica na Região Metropolitana de Belo Horizonte e 165 pessoas morreram e outras 155 estão desaparecidas, provavelmente soterradas pela lama tóxica.

 

Comentários