União Europeia pede eleições na Venezuela Juan Guaidó se declarou presidente, Maduro diz que foi eleito

0

A União Europeia, em Nota emitida na noite de quarta-feira (23), fez um apelo para realização de“eleições livres e credíveis” na Venezuela.

Ontem, o presidente da Assembleia Nacional venezuelana, Juan Guaidó, declarou-se presidente e Nicolás Maduro disse que não sai do poder.

Até agora, 13 países, entre eles, o Brasil e os Estados Unidos reconheceram Guaidó como presidente da Venezuela.

Há tres dias manifestantes  venezuelanos estao nas ruas em manifestações pró e contra o governo de Maduro.

Na nota a  União Européia “apela fortemente ao início de um processo político imediato que conduza a eleições livres e credíveis, em conformidade com a ordem constitucional”, … “A UE apoia plenamente a Assembleia Nacional como instituição democraticamente eleita cujos poderes devem ser restaurados e respeitados,”… “os direitos civis, a liberdade e a segurança de todos os membros da Assembleia Nacional, incluindo o seu Presidente, Juan Guaidó, devem ser observados e plenamente respeitados”.

Comentários