Uber, assalto tiroteio e morte com carro de aplicativo Assaltantes renderam motorista e foram surpreendidos em assalto à posto de combustível

0

Um motorista de aplicativos foi vítima de mais um roubo, poucas horas antes de os ladrões usarem seu veículo para assaltar um posto de gasolina. Durante o assalto, houve reação e um dos ladrões foi morto, dois foram feridos e um fugiu.

O roubo foi na madrugada desta sexta-feira (11/10), e na sequência partiram para assaltos. Durante um deles, dois criminosos adolescentes foram feridos a tiros  e um terceiro acabou morto por uma das vítimas do assalto ao posto da quadra 1, conjunto A, lote 1, em Taguatinga, às margens da Avenida Elmo Serejo.

Dois assaltantes baleados que sobreviveram, ambos com 16 anos, foram apreendidos no momento no Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

A Polícia Militar localizou o carro GM Prisma branco roubado do motorista de aplicativo na QNM 38, em Taguatinga Norte, na casa da irmã do ladrão morto.

Os motoristas de aplicativo têm sido alvo cada vez mais comuns de bandidos. Segundo levantamento feito pela Polícia Civil do DF (PCDF), a quantidade de condutores dos apps Uber, 99 e Cabify vítimas de roubo com restrição de liberdade ou sequestro-relâmpago, como o crime é popularmente conhecido, saltou de 22 casos em 2017 para 71 episódios apenas nos seis primeiros meses deste ano.

Para se ter uma ideia, no primeiro semestre de 2018, foram computadas apenas 14 ocorrências policiais. Na prática, isso significa que, neste ano, praticamente todo mês 12 condutores são sequestrados durante corridas no DF. O balanço expõe a vulnerabilidade de quem depende do trabalho para sobreviver ou encontrou na atividade uma forma de conseguir mais dinheiro ao final do mês.

Imagens do circuito de segurança do posto mostram o momento em que os suspeitos chegam ao estabelecimento, por volta de 1h desta sexta-feira.

Dois homens que estavam sentados conversando se levantam. Os assaltantes começam a revistar as vítimas. Momento em que uma delas reage e atira nos adolescentes. Um cai morto. Os outros entram no carro e fogem.

 

Comentários