STF impõe derrota a Princesa Isabel em mais antigo processo no Brasil Isabel queria ser dona do Palácio do Governo do Rio de Janeiro

0

Foram 124 anos tramitando na justiça brasileira. Um dos mais antigos processos judiciais no Brasil chegou ao fim com a derrota da Princesa Isabel e seu marido Conde D’Eu.

Isabel de Orleans e Bragança morreu em 14 de novembro de 1921. Ou seja, quase um século depois de morrer foi derrotada no nosso atualíssimo Supremo Tribunal Federal (STF).

Isabel, não muito diferente dos atuais governantes queria garantir conforto para sua prole e tentou abocanhar nada menos do que o Palácio da Guanabara, que fica no bairro Laranjeiras no Rio de Janeiro e abriga a sede do governo do Estado.

A ação foi concluída pelo STF na semana passada. A Suprema Côrte decidiu ), que a União, tem a posse e é dona do Palácio na Zona Sul da capital fluminense.

Assim como Dilma Roussef, Isabel alegou golpe quando foi escorraçada pelos militares e o Brasil se transformou em República.

Em 2018 o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, a sede do governo do Rio pertence ao Estado.

Um sobrinho neto de Isabel reclamou no Supremo. Em apenas dois anos o STF decidiu que a sede do governo do Rio é do Estado.

Não cabe recurso na decisão e o processo foi encerrado definitivamente.

Comentários