STF de calça curta e milhões de dólares Casa da mãe Joana define o que acontece nos corredores da Suprema Impunidade

0

Um dos preferidos advogados dos criminosos mais famosos do Brasil,  o senhor  Antônio Carlos de Almeida Castro, que responde pela alcunha de  Kakay, faz e deseaz nas barbas da justiça.

Acostumado a passear nos gabinetes dos ministros suspeitos do Supremo,  destadvez vez foi ao encontro de seus parceiros de bermuda no STF. E fez pose para a foto que distribuiu pela internet nas redes sociais.

A cara é deboche. Deboche das leis, deboche das regras, deboche dos ministros que não se dão  valor e o recebem de qualquer jeito, deboche da cara do povo brasileiro que se espanta com as decisões dos ministros que despacham com gente de bermuda, e até aceitam os  milhões de motivos que lhes trazem notórios advogados.

O Brasil ainda tem esse tipo de corte.  O Cara se sente dono da cocada preta, ja  que a casa da mãe Joana não  tem dono.

Ele faz pose de deboche da cara de Toffolis e Lewandowskkis, já quando aparece na corte, pelado ou de gravata, os ministros misteriosamente lhe sorriem  votando e dando vitória aos criminosos defendidos pelo mágico convencedor de calças curtas do Supremo.

 

Comentários