Senador Weverton Rocha, em resposta ao BSB Magazine, diz que não apadrinhou sua esposa em requisição do Senado BSB Magazine pública aqui o direito de resposta e defende a liberdade à livre expressão do senador

0

O senador weverton Rocha (PDT MA), exercendo seu direito de resposta ao site BSB Magazine, disse que não houve apadrinhamento político, nem vantagem financeira para sua esposa na  requisição dela, para trabalhar no Senado.

Samya Rocha é uma das 46 pessoas requisitadas pelo Senado como publicamos na matéria  “Senador Weverton Rocha descola vaga para mulher dele no Senado”

Wewerton lembrou que a Infraero será extinta e disse que sobraram vagas para advogados no Senado, que não tiveram interesse dos servidores da Infraero.

Leia a resposta, na íntegra, enviada ao BsB Magazine pelo Senador:

Em resposta a matéria publicada no blog BSB Magazine com o título “Senador Weverton Rocha descola vaga para mulher dele no Senado”, informamos que:

Samya Rocha é advogada concursada da Infraero desde 2011 e foi cedida para o Senado Federal sem nenhum tipo de vantagem financeira ou apadrinhamento político.

É importante ressaltar que a Infraero, empresa pública federal, está em processo de privatização e, com o objetivo de reduzir quadro de pessoal, está cedendo seus empregados para diversos órgãos e instituições da Administração Pública Federal.

Atualmente, mais de 700 empregados da Infraero estão inscritos em processo de cessão. Nesse sentido, por meio de Informes, a Infraero disponibilizou a inscrição de seus empregados para diversas vagas em instituições como Ministério da Justiça, INSS, Ibama, Senado Federal, dentre outros. As vagas foram abertas para profissionais de diversas áreas e cargos. Entre elas, quatro foram disponibilizadas para a advocacia do Senado. Somente três advogados da Infraero se interessaram pela vaga, ou seja, houve sobra de uma vaga. Samya foi uma das pessoas interessadas que preencheu os requisitos exigidos pela Casa Legislativa. Ela irá trabalhar como advogada, não estando vinculada a nenhum gabinete e nem exercerá função de confiança, com o custo remuneratório do seu salário pago pela Infraero, e ressarcido pelo Senado Federal, como é previsto nos processos de cessão e amparado pela legislação vigente.

Assessoria de Comunicação do Senador Weverton

 

Comentários