Senador preso é primeiro a chegar ao Congresso, depois de eleição de Bolsonaro Falsificação de documento e desvio de dinheiro público foram alguns dos motivos de condenação do parlamentar

0

O Brasil acordou meio de ressaca das festas e do choro dos adversários do presidente eleito ontem, Jair Bolsonaro, mas ainda há muito que fazer para que o país comece a caminhada rumo à mudança.

Um dos sintomas do Brasil apodrecido foi a chegada do primeiro parlamentar a colocar os pés no Congresso Nacional, na manhã desta segunda-feira 29. Acir Gurgacz está preso por falsificação de documentos e desvio de recursos públicos. Ele deixou o presidio da Papuda logo cedo e foi trabalhar.

A permanência do criminoso, condenado e preso no exercício do mandato de senador da República, decidindo leis que regem a vida dos brasileiros, foi como sempre, do Supremo Tribunal Federal.

O Brasil precisa, com urgência, desfazer as leis que foram criadas por criminosos para protegerem-se das punições por seus crimes.

Comentários