Secretário de saúde do DF é preso por corrupção no combate a covid-19

0

O secretário de saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo, foi preso preventivamente na manhã desta terça-feira (25), em uma operação que investiga irregularidades na compra de testes para detecção da Covid-19. Ele foi detido no apartamento onde mora, no setor Noroeste.

A segunda fase da operação Falso Negativo, deflagrada pelo Ministério Público cumpre 44 mandados de busca e apreensão e sete de prisão preventiva.
Além de Francisco Araújo foram presos
Ricardo Tavares Mendes – ex-secretário adjunto de Assistência à Saúde do DF
Eduardo Hage Carmo – subsecretário de Vigilância à Saúde do DF
Eduardo Seara Machado Pojo do Rego – secretário adjunto de Gestão em Saúde do DF
Jorge Antônio Chamon Júnior – diretor do Laboratório Central do DF
Ramon Santana Lopes Azevedo – assessor especial da Secretaria de Saúde do DF.

A suspeita é de prejuízos que giram em torno de R$30 milhões desviados da saúde.

Segundo o MPDFT, “há fortes indícios de superfaturamento na aquisição dos insumos e ainda evidências de que marcas adquiridas seriam imprestáveis para a detecção eficiente de Covid-19 ou de baixa qualidade nessa detecção”. O somatório do valor das dispensas de licitação sob investigação supera o montante de R$ 73 milhões, dos quais R$ 30 milhões teriam sido superfaturados.

Comentários