Saúde define ordem de prioridade da vacina para trabalhadores da Educação

0

O Ministério da Saúde definiu a ordem de prioridade para vacinação de trabalhadores da Educação em nota técnica emitida nesta sexta-feira (28). A pasta também autorizou a vacinação de pessoas fora dos grupos prioritários, com idades entre 18 e 59 anos, mas apenas depois do pessoal da educação.

Os professores de creches e pré-escolas serão os primeiros da fila, seguidos pelos da educação superior. Todos os profissionais que trabalham na Educação, não somente professores devem ser imunizados, inclusive os prestadores de serviços como faxina, portaria, manutenção e outros.

Para as pessoas fora dos grupos prioritários com idade entre 18 e 59 anos, a vacinação deverá ocorrer em ordem decrescente de idade, ou seja: primeiro as mais velhas, depois as mais novas.

A imunização dos grupos não prioritários deverá acontecer ao mesmo tempo em que ocorre a vacinação dos grupos prioritários que vêm depois dos professores. Os profissionais da Educação são o 18º e o 19º grupos prioritários da imunização, conforme a edição mais recente do Plano Nacional de Operacionalização (PNO) da vacinação contra a Covid-19.

conforme nível de ensino
Creches
Pré-escolas
Ensino fundamental
Ensino médio
Ensino profissionalizante
Educação de jovens e adultos (EJA)
Ensino superior (grupo prioritário nº 19)

Na nota desta sexta (28), o ministério considera que, como estados e municípios vêm relatando pouca demanda em alguns grupos do plano, ficou decidido que a vacinação dos trabalhadores de Educação poderia ser antecipada.

Comentários