Sara Winter e mais cinco presos em Brasilia

0
Sara Winter costumava lutar com peitos de fora

A Polícia Federal prendeu na manhã desta segunda-feira (15),
integrantes de um acampamento pró Bolsonaro que havia sido desmontado na Esplanada dos Ministérios no último sábado. Entre os presos de hoje, a líder do grupo Sara Winter e outras cinco pessoas.

Todos são acusados de cometerem atos antidemocráticos, em Brasília. A prisão foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

A prisão ocorre dentro do inquérito que investiga o financiamento de protestos antidemocráticos e não tem relação com a investigação sobre a produção de fake news.

Ontem, domingo, um ex-funcionário do governo Renan Sena foi detido por calúnia contra autoridades. Ele é suspeito de organizar o ataque com fogos e artifício ao Supremo Tribunal Federal (STF), no sábado, quando cerca de 30 apoiadores do presidente Bolsonaro lançaram fogos de artifícios contra o prédio do STF.

Em 30 de maio, Sara Winter liderou uma manifestação com referências a grupos neonazistas e de supremacistas brancos americanos, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Os manifestantes marcharam, à noite, vestidos de preto, com máscaras e empunhando tochas de fogo, gritando palavras de ordem contra o ministro Alexandre Moraes, seguindo até a Praça dos Três Poderes, em frente ao Supremo Tribunal Federal.

Comentários