Rega-bofe do STF com seu dinheiro diminui para meio milhão de Reais Petiscos e bebidas caras e sofisticadas são bancadas pelo pobre pagador de impostos, que reclama da falta de justiça no Brasil

0

Você vai pagar caro para Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowysk e sua casta de bajuladores, comidas caríssimas que nunca sonhou degustar.

O STF simplesmente ignorou o questionamento do Ministério Público Federal, de senadores, deputados e da sociedade nas redes sociais, contra os altos valores de contratação de um Bufe milionário para servir aos magistrados e amigos da corte.

Os seres supremos vão comer e beber às nossas custas, R$ 481.720,88 em comidinhas especiais e bebidas caras. A cara de pau inicial dos nefastos degustadores do dinheiro público previa a compra de R$ 1,134 milhão incluindo lagosta, camarão, Jamon, Os vinhos exigidos tinham uvas e safras específicas e com, no mínimo, quatro premiações internacionais.

Ontem, em um lanchonete de quinta categoria em Brasília, o dono do estabelecimento perguntava aos clientes:” Você já comeu lagosta com molho de manteiga queimada, bobó de camarão, camarão à baiana, bacalhau à Gomes de Sá, arroz de pato, pato assado com molho de laranja, galinha d’Angola assada, vitela assada, codornas, carré de cordeiro, medalhões de filé, tournedos de filé com molho de mostarda, pimenta, castanha de caju com gengibre? Não, mas está pagando para os soltadores de ladrões e corruptos se esbaldarem, bebendo ainda por cima, vinhos importados.

Os Supremos soltadores de corruptos exigem beber nada menos que dois tipos de espumantes, o brut e o extra brut produzidos pelo método champenoise e com pelo menos quatro premiações internacionais e com no mínimo 12 meses de maturação em tonéis especialíssimos para o brut e e 30 meses de maturação para o extra-brut. Já bebeu um desses? só são produzidos na França.

Vinhos brancos, Chardonnay e Sauvignon Blanc tem que de uvas colhidas à mão. Você já tomou vinho de uvas colhidas à mão? E cachaças para as caipirinhas envelhecidas em “barris de madeira nobre” três anos? Uísques de puro malte, essa é fácil e todo mundo já deve ter tomado um 18 anos que eles exigem.

Definitivamente eles adoram comer o dinheiro dos outros com muito requinte, e exigem também, vinhos de seis variedades de uva: Tannat, Assemblage, Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay e Sauvignon Blanc. Os Tannat, Assemblage e Cabernet Sauvignon, obrigatoriamente de safras de 2010 ou anteriores ao ano, mas mais caras ainda.

Todos os vinhos precisam ter pelo menos quatro premiações internacionais com exigências que chegam ao requinte de envelhecimento em “barril de carvalho francês.

Deu aguá na boca né? mas esquenta não, pega a sua marmita de arroz com ovo que já está ficando meio azeda, já que foi preparada às cinco da manhã, antes de você pegar o ônibus para descer no metrô, e vir para o centro da cidade e esquenta ela que está na hora do almoço.

Vê se esquenta ela, a marmita, naquele micro-ondas do escritório ao lado, que a secretária de lá está com bom humor hoje. Abraço e boa sorte.

 

 

Comentários