Principe Andrews usou escrava sexual de Jeffrey, acusa vitima Ex-senador e ex-governador estão na lista de estupradores de Virgínia Roberts Giuffre

0

Uma das vítimas do bilionário, encontrado morto na cela, em Manhattan hoje,  Virginia Roberts Giuffre,  que é uma das testemunhas no processo por abusos e tráfico sexual de menores, que levou Epstein a ser preso, disse que era uma escrava sexual e que foi obrigada a manter relações com figuras importantes como o príncipe inglês Andrew, filho da rainha Elizabeth, o advogado Alan Dershowitz, professor emérito em Harvard, o ex-governador do Novo México Bill Richardson e o ex-senador americano George Mitchell .

Principe Andrew e Sarah Ferguson durante cerimônia de casamento
Principe Andrew e Sarah Ferguson durante cerimônia de casamento

A acusação contra os figurões foi recebida hoje (10) pouco antes da morte de Jeffrey Epstein.

Virginia Roberts Giuffre, uma das testemunhas no processo

“Eu era jovem, tinha medo, sabia que essas pessoas eram poderosas”, disse Virgínia Roberts Giuffre, que tinha 16 anos, quando a ex-namorada de Epstein, Ghislaine Maxwell, a recrutou e preparou para a escravidão sexual.

Segundo o jornal Miami Herald em 2018, quando fez investigação maciça  da má conduta de Epstein, Giuffrre disse “Eu não sabia o que aconteceria se eu dissesse ‘não’. Eu não sabia o que aconteceria se eu os denunciasse. Aquela garota de 16 anos deixou isso acontecer.”

Epstein se declarou inocente de duas acusações de tráfico sexual de menores em um tribunal federal de Manhattan.

Comentários