Primeira vítima fatal do vírus chinês em Brasília era especialista em saúde pública Assessora do Conselho

0

A primeira vítima fatal do Novo Coronavirus em Brasília era uma especialista em saúde pública e assessora técnica no Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Viviane Rocha de Luiz de de 61 anos, era graduada em enfermagem, com especializações em saúde pública, administração de serviços de saúde e planejamento do setor saúde, entre outras. Ela  é reconhecida como uma estudiosa da área de saúde.

Segundo informações do Governo do Distrito Federal (GDF) ela deu entrada no Hospital regional da Asa Norte no domingo, dia 22 de março, com quadro de febre, desconforto respiratório e histórico de contato com paciente infectado pela Covid-19 que veio de São Paulo. Ela morreu em menos de  24 horas depois. O quadro evoluiu para parada cardiorrespiratória às 11h40 do dia 23 de março.

Viviane Rocha tinha comorbidades, de acordo com boletim médico. Sofria de obesidade mórbida, hipertensão arterial sem tratamento e era ex-tabagista.

Foi feito exame em Viviane, específico para a Covid-19, mas o primeiro resultado foi inconclusivo. A contraprova seguiu para o laboratório da Fiocruz e apenas neste domingo (29/03), houve a confirmação da doença.

O Grupo Temático de Vigilância Sanitária, do qual ela fazia parte, publicou nota mostrando consternação. “Viverá sempre em nossos corações e em nossa lembrança, pela alegria, companheirismo e crença num sistema de saúde inclusivo e equitativo. A ela nossa gratidão. A seus entes queridos nossa solidariedade nessa dor”, publicou.

O próprio Conass também falou do bom trabalho sempre feito por Viviane. “Sua alegria de viver, sempre cheia de planos, servia de motivação a todos que conviviam com ela. Sua enorme contribuição ao SUS, a forma habilidosa de lidar com diversos temas vão deixar lacunas difíceis de serem preenchidas”, divulgou, em nota.

Comentários