Polícia Federal faz busca contra presidente da Funasa Ex-ministro é alvo de investigações

0

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (6) a operação Gaveteiro que investiga o desvio de R$ 50 milhões do antigo Ministério do Trabalho entre 2016 e 2018.

São dois mandados de prisão preventiva e 41 de busca e apreensão, nos estados de Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal.

Um dos alvos seria o ex-ministro do Trabalho e atual presidente da Funasa, Ronaldo Nogueira. O ministério do Trabalho foi extinto pelo presidente Jair Bolsonaro em 2019.

Os crimes são de peculato, organização criminosa, fraude à licitação, falsificação de documento particular, corrupção ativa e passiva. As penas podem chegar a 40 anos de prisão.

Segundo as investigações os criminosos usaram contratos de fachada no setor de tecnologia do ministério.

Foram bloqueados pela justiça R$ 76 milhões das contas dos investigados que estão proibidos de deixar o país.

Comentários