Paulo Guedes: Bolsonaro é um fenômeno Em Palestra dada em Brasília, o economista enfatizou a descentralizacao da economia com gestão de recursos por estados e municípios

0
Paulo Guedes afirmou que o deputado federal e candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro é um fenômeno. Guedes iniciou seu discurso atacando fake news que disseminaram nas redes sociais, uma eventual candidatura dele. “Alguns veículos chegaram a dizer que eu estaria fazendo uma jogada ao me aproximar de Bolsonaro para tentar uma candidatura. Mas só se eu fosse burro e eu não sou”, disse.
Guedes afirmou que a formação militar de Bolsonaro é sem dúvida um dos pontos fortes para o fenômeno eleitoral da candidatura, aliada a flexibilidade politica adquirida pelo parlamentar.
A palestra foi em conjunto com a ex-procuradora federal Bia Kicis e contou com a presença de diversos segmentos da economia.
“Bia Kicis é uma peça fundamental para nosso projeto liberal na Câmara dos Deputados e foi também por isso que estou aqui, empenhando total apoio ààsua candidatura como deputada federal” explicou Paulo Guedes.
Guedes afirmou também que quer privatizar a maioria das empresas estatais e está compondo com Bolsonaro um meio termo, já que o presidenciavel  tem preferências estatizantes.
Sobre o endividamento do país, Guedes afirmou que os juros altos saoo pior inimigo da economia, aliados aos altos impostos.
O economista também criticou os gastos publicos com altos salários do setor. ” O estado fabrica a desigualdade entre o setor pupúbli e o privado. Um garçom, por exemplo, ganha dezoito vezes mais no serviço público que no privado, além das aposentadorias” explicou.
Os juros da dívida pública é outro problema sério para Paulo Guedes. “A pricipal causa dos juros altos é o déficit do governo, as empresas não conseguem acompanhar isso. O patamar de endividamento do governo é que causa essa disparidade”, afirmou.
Paulo Guedes defendeu  a descentralizacao do gerenciamento dos recursos. ” No Brasil é normal colocar alguem que não sabe gerir 100 milhões, gerenciar bilhões. É um crime com o dinheiro público. Por isso eu prefiro descentralizar os recursos para o gerenciamento do orçamento pelos Estados e municípios”, enfatizou.
Economia aberta, bancos menores, maior competitividade, reduçao de impostos podem alavancar a economia, encargos trabalhistas são um dos males que travam a economia. “Está taoferrada a econmoecque qualquer ação feita na direção certa vai melhorar e se tivermos uma boa base para apoiar um programa liberal para a economia, será uma melhora rápida”, disse.
O encontro contou com a participação do candidato ao governo do Distrito Federal, General Paulo Chagas, que concordando com Paulo Guedes disse que precisamos de pessoas que pensem no futuro e que agora temos a oportunidade de mudar e testar a formufó proposta por Paulo Guedes de maior liberdade econômica. “Temos que dar esta chance com coragem e determinação”, afirmou.
Comentários