Papo de quadrilha na Suprema Corte, em ataque à operação que levou Cabral, Cunha e Lula para cadeia Operação Lava Jato já condenou 159 criminosos

0

O crime  organizado comemora a fala do ministro Gilmar Mendes em defesa da corrupção, na Suprema Corte.

Mendes atacou mais uma vez a operação Lava Jato. Na sessão da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), desta terça-feira (11/06/2019),  o soltador de milionários corruptos denegriu a imagem da polícia federal, do ministério público e  de integrantes da operação,  baseando-se, em  materia publicada por site do marido do deputado suplente, David Miranda O que é  suspeito de ter comprado a vaga de deputado do também militante homossexual, e ex Big Brother Jean Wilys, crítico ferrenho da Lava Jato e defensor dos presidiários corruptos presos pela operação,  Lula , Zé Dirceu e Sérgio Cabral, entre outros criminosos.

Gilmar Mendes disse que “Juiz não pode ser chefe de força-tarefa”, sem citar nomes, mas referindo-se ao Juiz Sérgio Moro. Mendes é uma vergonha para seus próprios colegas, já a Lava Jato,  além do ex-presidente Lula, colocou na cadeia empresários poderosos que corroeram o país, como os Odebrecht, Léo Pinheiro, Bunlay e importantes criminosos do mundo político.

Iniciada em 2014, a operação já colocou na cadeia nada menos do que 159 condenados em 244 processos, um recorde absoluto no combate à criminalidade no país.

Comentários