Os Segredos para ter Cabelos Saudáveis O Dermatologista Dr. Eugênio Reis conta alguns segredos para se ter cabelos bonitos e saudáveis

0

Na sociedade, a valorização da beleza e da estética estão cada vez mais difundidas entre as pessoas e a  quantidade e a qualidade do cabelo estão intimamente relacionadas ao estado nutricional de um indivíduo. Cabelos brilhantes e saudáveis refletem a condição geral de saúde e bem-estar, e uma excelente saúde está ligada a uma correta alimentação.

O mercado de remédios nutricionais para cabelos bonitos sempre existiu. Comer de forma inteligente, em particular obtendo o equilíbrio certo entre a quantidade, a qualidade e a combinação de nutrientes em relação à idade, sexo, ocupação, exposição ambiental e estado de saúde não é apenas uma arte, mas também uma ciência.

As células do folículo piloso que formam os cabelos têm uma alta rotatividade, e esse metabolismo acelerado exige um bom suprimento de nutrientes e energia.

A privação calórica ou deficiência de vários componentes da dieta, como proteínas, minerais,ácidos graxos essenciais e vitaminas, causados por uma dieta restritiva errada, alterações hormonais, ou uma eventual perda de peso por uma cirurgia ou alguma patologia que tenha um consumo da parte física do paciente, podem levar à uma anormalidade da formação do cabelo, levando a alterações na pigmentação do pelo, na resistência e durabilidade desse cabelo. O paciente notará cabelos mais frágeis, mais fracos, com menos brilho, menos resistentes, e uma queda prematura.

Em uma conversa com a BSB Magazine, o Médico Dermatologista e especialista em tricologia, Dr. Eugênio Reis, nos revela alguns segredos para se ter um cabelo realmente saudável e bonito. Ele nos diz que as hastes do cabelo são compostas quase inteiramente de proteínas, o componente proteico da dieta é crítico para a produção de cabelos saudáveis e normais. A taxa de mitose é sensível ao valor calórico da dieta, fornecido principalmente pelos carboidratos armazenados como glicogênio na bainha externa da raiz do cabelo. Finalmente, um suprimento suficiente de vitaminas e minerais é essencial para o metabolismo biossintético e energético do folículo.

Devemos lembrar também de boas práticas nos cuidados com os cabelos. Quase 20-60% das pessoas sofrem com a queda de cabelos. Esse problema da queda de cabelo em homens e mulheres precisa de uma avaliação e diagnóstico adequado, para seguir com orientações corretas e um bom perfil de cabelo.

“To eat is a necessity, but to eat intelligently is an art.” François de La Rochefoucauld (1613–1680)

Queda de Cabelo e fragilidade capilar podem diminuir extremamente o conforto da vida das pessoas, levando à diminuição da autoestima e o aumento do estresse, que estão associados ao quadro e podem até intensificar o problema.

Médicos Dermatologistas e Nutricionistas devem ter esse olhar para o paciente de uma perspectiva mais generalizada, e também cuidar das deficiências ou pelo menos chamar a atenção do paciente para elas, que podem não estar diretamente relacionadas à queixa de queda de cabelo.

Aqui sugestão de cuidados nutricionais em pacientes com determinados quadros clínicos:

1) Pacientes com Sensibilidade ao glúten: Ferro, ácido fólico, vitamina B12;

2) Pacientes Obesos: Ferro, vitamina B1 (tiamina), vitamina B12, vitamina D.

3) Cirurgia bariátrica: proteína, vitamina B1 (tiamina), vitamina B12, folato,

vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K), vitamina C, ferro, zinco, cobre, magnésio, cálcio;

4) Anorexia e Bulimia: Calorias, cálcio, potássio, magnésio, selênio, zinco, vitamina A, ácido fólico;

5) Alcoolismo: Vitamina B1 (tiamina), vitamina B6, vitamina B12, ácido fólico, niacina, biotina, vitamina C, vitamina A, vitamina D, vitamina E, vitamina K, selênio, zinco, cobre;

6) Fumantes: Vitamina C, biotina, L-cistina, vitamina B6;

7) Paciente em tratamento Oncológico: Calorias, proteínas, vitamina D, selênio, zinco.

Advertência: O sucesso do tratamento e o processo de cura em pacientes com câncer são significativamente influenciados pelo estado nutricional dos pacientes. Ainda assim, do ponto de vista oncológico, tem havido preocupação de que os suplementos dietéticos possam diminuir a eficácia da quimioterapia e da radioterapia. Portanto, há a necessidade de um diálogo aberto entre oncologistas e pacientes oncológicos, abordando as necessidades do paciente e ao mesmo tempo tratando de questões relacionadas à eficácia e segurança dos suplementos nutricionais.

8) Interações Medicamentosas: Nutrientes relevantes para cabelos saudáveis que podem ser afetados por medicamentos incluem ferro (antiácidos, aspirina e NSAR), zinco (antiácidos, inibidores da ECA, diuréticos), cobre (zinco), selênio (estatinas), biotina (antiácidos, anti- bióticos, isotretinoína, ácido valpróico), vitamina B12 (antiácidos), niacina (isoniazida) e vitamina D e, possivelmente, os aminoácidos sulfurados (paracetamol) e ácidos graxos essenciais (orlistat).

9) Pacientes Veganos: ácidos graxos ômega 3, vitamina B12, ferro, zinco, cálcio.

 

 

Comentários