ONG Brasileira faz queixa contra Donald Trump na ONU Instituto Civis reclama contra manutenção de crianças em cativeiro e separadas dos pais imigrantes ilegais

0
Crianças detidas nos EUA

O Instituto Civis, uma ong brasileira, entrou com uma queixa de crime na Organização das Nações Unidas (ONU), contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O Instituto Civis reclama dos maus tratos perpetrados à pelo menos 1995 crianças, dentre elas, oito brasileiras que foram separadas de seus pais e estão sendo mantidas pelo governo norte americano presas em jaulas parecidas com canis.

 

Segundo a psicóloga Lílian Pelli, uma das ativistas da Ong, os traumas causados pela separação das crianças e manutenção em estado degradante podem ser graves.

“Ao que parece, as crianças estão sendo submetidas à maus tratos, pois estariam dormindo em colchonetes, separadas por grades, e com cobertores inapropriados, elas, principalmente as menores são mais vulneráveis e deveriam estarem sendo tratadas com a atenção devida” diz a psicóloga.  

Pelo menos oito crianças brasileiras foram separadas dos responsáveis ao entrar nos EUA, diz diplomata. Elas estão entre as 1995 crianças vítimas da política de ‘tolerância zero’ aplicada contra os imigrantes ilegais que foi colocada em prática pelo governo Trump.

Elas foram separadas de seus responsáveis após cruzarem a fronteira com o México neste ano, de acordo com um balanço divulgado pelo Consulado do Brasil em Houston nesta quarta-feira (20). Segundo o Consulado, elas estão entre as cerca de 1950 crianças vítimas do governo de Donald Trump.

Segundo o cônsul Felipe Costi  Santarosa, responsável pelos estados do Texas e do Novo México, o aumento nos casos de separação de famílias é “nítido” e que a nova política pode “aumentar esse número de forma preocupante”.   

As autoridades brasileiras nos Estados Unidos relatam que as crianças separadas de suas famílias são de diferentes faixas etárias e, muitas vezes, estão sendo mandadas para estados distantes de seus familiares.

Ao serem separadas de seus pais, as crianças são designadas pelo governo como “crianças imigrantes desacompanhadas” e, por isso, são levadas para abrigos sob custódia do governo, sem saber para onde seus pais foram. Imagens mostram crianças dentro de grades, dormindo em colchões no chão com cobertores de alumínio.

O Instituto reclama que Donald Trump infringiu todos os dez princípios da declaração dos direitos das crianças da ONU.

Veja a reclamação do Instituto Civis à ONU:

Comentários