O veludo é a aposta para o inverno: molhado, drapeado ou tradicional, só dá ele! A semana de moda de Paris confirma o que os desfiles de Milão já tinham apontado: o veludo será o hit do próximo inverno

0
AS MODELOS DE ANDREW GN E ROLAND MOURET (FOTO: IMAXTREE)
VESTIDO DA NINA RICCI E O PRETINHO DA GIVENCHY (FOTO: IMAXTREE)
VESTIDO DA NINA RICCI E O PRETINHO DA GIVENCHY (FOTO: IMAXTREE)

Ele aparece em calças de alfaiataria, blusas assimétricas, jaquetas e vestidos que vão dos curtinhos descontraídos aos longos sinuosos. O veludo é aposta certa.

Nina Ricci abusou do veludo molhado para criar pantalonas, blusas de gola alta e vestidos estonteantes, como um longo vermelho com fenda profunda. Na mesma linha, a Givenchy apresentou pretinhos nada básico, com golas e mangas cobertas por pele no mesmo tom.

O TERNO DA VETEMENTS E O TOTAL RED DA AKRIS (FOTO: IMAXTREE)
O TERNO DA VETEMENTS E O TOTAL RED DA AKRIS (FOTO: IMAXTREE)

Num dos mais comentados shows da temporada, o da Vetements, o veludo molhado apareceu em sobretudos e pantalonas femininas e em ternos para homens e mulheres em cores marcantes, como o ouro vivo e o vinho.

Na mesma pegada urbana, a Akris criou conjuntos de calça e blusa monocromáticos, em tonalidades vibrantes, à exemplo do vermelho tomate, usado com uma bota de cano alto, no mesmo matiz, e do vinho, contrastando com botas pretas. A mescla entre o tecido e o couro resultou num modelo ao mesmo tempo prático, confortável e elegante.

AS MODELOS DE ANDREW GN E ROLAND MOURET (FOTO: IMAXTREE)
AS MODELOS DE ANDREW GN E ROLAND MOURET (FOTO: IMAXTREE)

Roland Mouret preferiu um efeito luxo total, como demonstrou no vestido longo de veludo cereja e preto, com botões nas laterais. Em aplicação semelhante, Andrew GNatualizou a vestimenta dos antigos czares russos, desenvolvendo jaquetas de corte reto.

Na passarela de Emanuel Ungaro, o tecido deu suavidade à estampa de onça, mas foi em outra fera, o leopardo de Dries Van Noten, que o veludo caiu melhor, em calças, casacos, saias e blusas.

O ANIMAL PRINT DE EMANUEL UNGARO E DE DRIES VAN NOTEN (FOTO: IMAXTREE)
O ANIMAL PRINT DE EMANUEL UNGARO E DE DRIES VAN NOTEN (FOTO: IMAXTREE)

Ainda em busca de uma identidade após a saída de seu diretor criativo, o marroquino Alber Elbaz, a Lanvin utilizou o veludo em pantalonas de cintura alta, blusas e vestidos, num resultado não muito inspirador.

A PASSARELA DE VELUDO DA LANVIN (FOTO: IMAXTREE)
A PASSARELA DE VELUDO DA LANVIN (FOTO: IMAXTREE)

Fonte: Marie Claire – por Adriana Ferreira Silva e Marina Caruso, em Paris

Comentários