O pacote de privatizações faz dólar cair para R$ 3,14 reais

0

O governo anunciou hoje que, além da Eletrobras, irá privatizar a Casa da Moeda e a Lotex, braço da Caixa Econômica Federal para loterias instantâneas.

Ainda no planos está a concessão de 14 aeroportos, incluindo Congonhas (SP) e Recife (PE), e 15 terminais portuários, além das BRs 153 (GO/TO) e 364 (RO/MT).

A previsão do PPI é licitar os aeroportos no terceiro trimestre do ano que vem. No mesmo prazo, a ideia é concluir ainda a venda das participações minoritárias da Infraero nas concessões de Guarulhos (SP), Brasília (DF), Confins (MF) e Galeão.

O interesse do governo é leiloar Congonhas separadamente, e os demais aeroportos divididos em três blocos. O bloco do Nordeste incluirá os aeroportos de Recife (PE), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Juazeiro do Norte (CE) e Campina Grande (PB). O bloco do Mato Grosso incluirá os terminais de Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop, Barra do Garças e Alta Floresta. Um outro bloco reunirá os aeroportos de Vitória (ES) e Macaé (RJ).

Na área de energia elétrica, foram incluídas a concessão da usina hidrelétrica de Jaguara (MG), que deve ocorrer ainda no terceiro trimestre deste ano, além de 11 lotes de linhas de transmissão, que devem ser leiloados no quarto trimestre de 2017.

Na área de óleo e gás, a terceira reunião do PPI aprovou a terceira rodada de blocos no pré-sal, a ser realizada no quarto trimestre deste ano e a 15ª rodada de blocos para exploração e produção.

Depois do adiamento da votação na véspera, a comissão especial do Congresso aprovou durante a tarde a medida provisória que cria a Taxa de Longo Prazo (TLP). O placar foi de 17 votos a favor e 6 contrários.

Caso a proposta passe pelo plenário da Câmara e do Senado, a TLP irá substituir a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) nos contratos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), reduzindo os subsídios e ajudando o governo a reequilibrar as contas públicas.

Fonte: agência Reuters.

Comentários