O meu bebê pode assistir a televisão?

0

Brasília – Essa é uma pergunta que muitas mães se fazem. Eu, como mãe e enquanto observadora do comportamento da minha bebê, digo que sim, pode! Aí vem a segunda pergunta: o que meu bebê pode assistir? Indico os desenhos e/ou animações infantis que sejam bem coloridos, com cores vibrantes, por exemplo: vermelho, amarelo, azul, verde e rosa. Foi o que realmente chamou a atenção da minha bebê.

Além das cores, ela também se interessava por produções infantis que continham bonecos de fantoche, brinquedos, bichos, natureza, sons, músicas, um narrador/enunciador e outros bebês.

Sim, bebês! É impressionante como um bebê reconhece o outro. Eles realmente ficam fascinados uns pelos outros. Minha bebê chegava a pular de alegria e tentava se comunicar com eles do outro lado da telinha, através de pequenos sons e gestos.

No mercado brasileiro, as produções infantis voltadas aos bebês estão disponíveis em DVD. As empresas Bebê Mais e Baby Eisntein (Disney), por exemplo, investem em um alto padrão de qualidade audiovisual, além de contar um time de profissionais especializados em Psicologia e Pedagogia. Por isso, as histórias são cuidadosamente elaboradas, primando pela simplicidade do cenário, pela repetição de cenas e por tomadas rápidas.

Estudos voltados para a psicologia cognitiva em bebês demonstram que somente a partir do quarto mês, eles são capazes de observar as cores. Trata-se de um sistema primitivo de percepções que identifica as cores bem antes que as formas. Na criança, esse padrão continua a se desenvolver até ela completar seis anos de idade (Katz, 1913).

A pesquisa, que foi realizada no século passado pelo psicólogo alemão David Katz (1884-1953), é ainda hoje reconhecida e citada por vários autores em estudos voltados ao desenvolvimento da percepção infantil.

Dando continuidade às descobertas de Katz em experimentos com crianças, os psicólogos russos Leontiev, Luria e Vigotskii (1924) descobriram também que entre 01 ano e meio e 02 anos, as crianças não são capazes de identificar uma figura como todo, ou seja, elas ainda não conseguem identificar as formas dos objetos. Já as crianças entre 02 anos e meio e 03 anos, são capazes de perceber a integralidade dos objetos, lançando uma visão sobre o todo (percepção holística). Essa mudança de percepção é um fator importante, pois, passa a funcionar como viés de organização para o pensamento infantil.

Na televisão aberta, o canal que oferece hoje programas infantis voltados aos bebês e às crianças de 01 ano mais, é a TV Brasil. Na parte da manhã e logo após o almoço, por exemplo, minha bebê adorava assistir às Batatinhas, Barney, Daniel Tigre, Igarapé Mágico, O Pequeno Einstein, O Teco Teco, Dango Balango e Guilhermina e Calendário. Há também outros desenhos e/ou animações de qualidade. Confira a programação completa no site oficial: www.tvbrasil.ebc.com.br/programacao

Para o nosso dia-a-dia, com base em estudos da percepção infantil e no que existe no mercado, devemos escolher as produções que priorizam as cores e depois as formas. Isso porque os bebês percebem primeiro as cores, enquanto que a percepção das estruturas básicas (quadrado, círculo ou triângulo) dar-se-á posteriormente. Por isso, quando escolher algo para seu bebê assistir, tenha em mente: cor!

Por Bibiana Stohler

Comentários