O Futebol Chora Tragédia insuportável na base do Flamengo

0

 

“Eles perguntam: “quantos vocês são?” e ouvem como resposta “treze”, confirmando que todos estão vivos. Os mergulhadores explicam então que são apenas os primeiros e que não vão poder retirar os meninos naquele momento, mas que muitas outras pessoas virão para resgatá-los. Um dos garotos responde que está feliz, um dos mergulhadores responde que também está e uma criança agradece, antes de perguntar de onde eles são. “Inglaterra, Reino Unido”, esclarece Volanthen ou Stanton”.

Treze, este também foi o número de vítimas de uma tragédia acontecida no Rio de Janeiro, no Ninho do Urubu, sede do Clube de Regatas do Flamengo, ceifando a vida de dez promessas do clube e deixando outros três feridos, sendo um deles com maior gravidade.

Dezessete mil quilômetros de distância entre um ponto e o outro e não foi possível chegar a tempo para salvar esses jovens como aconteceu na Tailândia. Não foi pelo excesso de água, e sim, fogo. Não se sabe ainda qual foi a causa, mas se sabe o tamanho da perda e o tamanho do sofrimento causado por esse trágico acontecimento. Sonhos de atletas foram queimados e a dor que fica em todos é insuportável.

Nesse momento a rivalidade acaba, não tem escudo, não tem brasão, não tem torcida maior ou menor. Hoje somos todos uma única torcida, a torcida pelo fim das tragédias em todos os lugares, seja no Brasil, na Tailândia ou em qualquer parte do mundo. #somostodosFlamengo.

Comentários