O Brasil já tem o primeiro caso positivo de coronavírus Um senhor de 62 anos que veio da Itália se internou no Hospital Albert Einstein com sintomas do vírus

0
Coronavirus
coronavirus

A Secretaria da Saúde de São Paulo confirmou nesta terça-feira, 25, o primeiro caso positivo de coronavírus em um senhor que veio da Itália. O país europeu já registra onze mortes pelo COVID19 e, diante do risco de alastramento da doença, o Vaticano cancelou eventos. O tradicional Carnaval de máscaras em Veneza também foi suspenso.

No Brasil há este primeiro caso confirmado positivamente deste senhor que foi infectado, mas aguarda contra prova. Nesta última terça-feira as autoridades sanitárias brasileiras incluíram oito novos países nos critérios para avaliação de casos suspeitos. Além de viajantes vindos da Itália, serão enquadrados como suspeitos pacientes que apresentem febre e sintomas gripais, como tosse ou falta de ar, e que estiverem viajado recentemente à Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã e Malásia.

Na última semana, o Ministério da Saúde já havia incluído nos critérios para detecção de suspeitos de portarem o novo coronavírus viajantes que tenham estado no Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã e Camboja, além da China.

A ampliação de países foi comunicada previamente aos secretários estaduais de Saúde e, por isso, São Paulo anunciou hoje a suspeita de um viajante que têm sintomas gripais e que esteve recentemente na Itália. Por ora, as autoridades sanitárias brasileiras alertam que seus nacionais em trânsito em países com contaminação, mas não existe recomendação de evitar viagens para esses novos países incluídos na lista.

As autoridades de saúde da China divulgaram nesta última terça-feira, 25, mais 71 mortes provocadas pelo novo coronavírus, o menor número diário de falecimentos registrados em mais de duas semanas, o que elevou o número de vítimas fatais para 2.663. A Comissão Nacional de Saúde também relatou 508 novos casos confirmados no país, sendo que 499 deles foram diagnosticados na província de Hubei, epicentro da epidemia, detectada em dezembro passado. Na véspera, o número de diagnósticos positivos de COVID19 foi de 409 em todo o país.

Fonte: Revista veja

 

Comentários