Nova Iorque enterra em valas, mortos por coronavírus Vítimas que não tiveram corpo reclamado estão sendo empilhados

0

As imagens chocantes mostram como a cidade de Nova Iorque está enterrando corpos que não foram reclamados por parentes ou conhecido.

As valas comuns gigantescas estão sendo usadas para enterrar os que não tiveram nenhum responsável conhecido, mesmo que tenham endereço fixo e identificação.

Os coveiros escavaram longas trincheiras para enterrar centenas de corpos não reclamados em Hart Island, no Bronx.

Nos últimos três dias, 766 pessoas foram encontradas mortas em suas casas, elevando o total nos primeiros oito dias de abril para 1.891, de acordo com o consultório médico da cidade. É provável que muitos não tenham sido contados no registro atual que totaliza 7.844 mortos pelo Coronavirus.

A Cidade de Nova Iorque já implantou 45 necrotérios móveis, para agilizar o enterro de vítimas do vírus chinês.
“Quando você sobrecarrega o sistema de saúde, também sobrecarrega o sistema da morte”, disse um diretor funerário ao The New York Times.

Agora, os crematórios locais trabalham 24 horas por dia. Em um hospital do Brooklyn, o necrotério interno esta lotado.

Quando a epidemia de coronavírus entra em seu segundo mês, as vítimas em Nova York extrapolam a capacidade da cidade de acomodar seus mortos. Com mais de 7 mil mortes até agora e milhares de outras projetadas, as autoridades da cidade estão trabalhando duro.

Hart Island Vítimas enterradas em valas comuns

Nos últimos dias, a cidade despacha uma frota de trailers refrigerados para hospitais em todos os cinco distritos, alguns dos quais, os necrotérios já foram preenchidos. As casas funerárias estão sendo apoiadas. E, com equipes menores, cemitérios e crematórios estão se esforçando para acompanhar a demanda.

Comentários