Não devia ter decolado, diz passageiro que filmou queda de avião no México Assista o vídeo feito por Amin Parsa que sobreviveu ao acidente

0

Segundo sobreviventes do acidente aéreo no México, na última terça-feira (31)  o piloto não deveria ter decolado por conta do mau tempo. Um deles Amin Parsa, um iraniano,  filmou todo o acidente pelo celular.  Alguns dos sobreviventes descreveram o acidente para a CNN Internacional.

Tudo começou com uma forte rajada de vento e granizo que atingiu o jato da Aeromexico minutos após a decolagem no norte do México e depois o derrubou em um campo perto da pista. Passageiros assustados correram para fugir, enquanto chamas e fumaça  negra cegavam em volta deles. Milagrosamente, todos os 103 a bordo sobreviveram ao acidente.

Avião ficou totalmente destruído depois da queda e do incêndio que se seguiu. Todos os passageiros escaparam com vida

Ashley Garcia capturou toda a horrível provação em seu celular. Ela decidiu começar a gravar depois que notou a chuva e as nuvens em que o avião estava se dirigindo. “Nós nem estávamos no ar por 5 segundos quando o vento apenas nos empurrou de volta para baixo e nós estávamos meio que pulando para cima e batendo um no outro. E assim que o avião … uma das asas bateu no chão, foi quando ela pegou fogo “, disse ela.

Os passageiros descreveram a terrível seqüência de eventos. “Não é todo dia que você cai do céu e vive para contar sobre isso”, disse Alberto Herrera, um engenheiro de web sites de 35 anos de Chicago.

“Foi basicamente uma corrida louca para a porta enquanto as pessoas tentavam escapar”, disse ele. “Meus ferimentos foram muito pequenos em comparação com os outros com as mãos quebradas e nariz quebrado. Havia muito sangue em todos os lugares, sim, eu estou muito feliz.” Jose Luis Corral, um empresário de 52 anos de Portland, Oregon, concordou. “É uma coisa boa que todos nós estamos vivos”, disse Corral, que ainda usava um colar de pescoço de ferimentos que sofreu no acidente.

“É tão rápido, aterrorizante ver todas as pessoas gritando”, acrescentou Corral, que foi uma das quatro pessoas que ajudaram o piloto do avião a escapar do incêndio. O piloto sofreu uma lesão grave no pescoço e permanece hospitalizado. Quarenta e oito outras pessoas também ficaram feridas e 22 permaneceram hospitalizadas na quarta-feira.

Herrera disse que o céu estava ensolarado enquanto os passageiros embarcavam no voo de Durango para a Cidade do México na tarde de terça-feira e a violenta tempestade parecia vir do nada.

“Quando estávamos sentados no avião, havia um pouco de garoa, mas nada para se preocupar. Era apenas uma pequena chuva leve, super leve, quase batendo nas janelas”, disse Herrera. Mas outro passageiro, Ramin Parsa, 32, de Los Angeles, disse que o tempo estava agourento mesmo antes da decolagem. “O avião estava tremendo mesmo antes de nos mudarmos, então eu sabia que era um clima perigoso”, ele disse. “Eu pensei que nós teríamos um atraso até que o tempo melhorasse, mas o piloto começou a se mover, então eu pensei que ele sabia o que estava fazendo.”

“Acho que foi um erro do piloto. Ele não deveria ter decolado ”, disse Parsa. Veja o vídeo clicando aqui

Comentários