Moro se reúne com diretor-geral da Polícia Federal Diretor da Polícia Federal em Curitiba também participou da reunião com futuro ministro

0
Garollo pode continuar na direção da PF

O futuro ministro da Justiça, juíz Sérgio Moro se reuniu nesta terça-feira 13, com o diretor-geral da polícia Federal, Rogério Galloro. Garollo viajou na segunda-feira para Curitiba para participar de uma reunião com Moro na terça.

Garollo é forte candidato para continuar no comando. Ele chegou ao cargo de diretor-geral em fevereiro deste ano, está desde 1995 na Polícia Federal e possui forte inserção internacional, tendo os Estados Unidos como parte fundamental de sua formação e carreira.

Ao longo dos mais de 20 anos na Polícia Federal, ocupou cargos como o de adido da instituição na embaixada brasileira em Washington (EUA), entre abril de 2011 e junho de 2013. Adido é um policial de alta patente que se responsabiliza, por exemplo, pela Coordenação-Geral de Cooperação Internacional (CGCI). O adido atua com o objetivo de estabelecer parcerias com a polícia do país em que está lotado – no caso de Garollo, os EUA – e praticar uma espécie de intercâmbio policial.

No ano passado, foi escolhido para ser o representante da América do Sul no Comitê Executivo da Interpol. Garollo ainda representou a Polícia Federal junto a ICAO (Organização de Aviação Civil Internacional). Sua principal especialização acadêmica também se deu nos Estados Unidos: ele se formou em Segurança Nacional e Internacional da Harvard Kennedy School.

Garollo ainda foi superintendente regional em Goiás (de outubro de 2007 a janeiro de 2009)e coordenou as operações da Polícia Federal na Copa do Mundo de 2014 e nos Jogos Olímpicos de 2016. Seu último cargo foi como chefe da Secretaria Nacional de Justiça (SNJ), ligada ao Ministério da Justiça, em novembro do ano passado.

O superintendente da Polícia Federal do Paraná, Maurício Valeixo, também participou da reunião.

 

Comentários