MORO PROÍBE SOLTURA DE LULA E DESEMBARGADOR VOLTA A MANDAR SOLTAR CONDENADO Rodrigo Favreto teria ligado para PF aos berros e rebateu decisão de Moro, que não acatou soltura e enviou decisão para o desembargador João Pedro Gebran Neto

0

O desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Rodrigo Favreto emitiu novo despacho, neste domingo, 8, determinando soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, depois que Sérgio Moro não acatou a decisão inicial de hoje. O juiz federal Sérgio Moro encaminhou o caso ao relator no TRF-4, João Pedro Gebran Neto.

Na manhã deste domingo, Favreto mandou soltar Lula em habeas corpus concedido durante o plantão judiciário, mas o juiz Sérgio Moro afirmou que o desembargador é ” incompetente” para contrariar decisões colegiadas do Supremo e do TRF-4. Favreto insistiu  em sua decisão e teria gritado inclusive com o delegado da PF em Curitiba exigindo a soltura de Lula.

Favreto foi filiado ao PT de 1991 a 2010 e procurador da prefeitura de Porto Alegre na gestão Tarso Genro nos anos 1990. Depois, foi assessor da Casa Civil no governo Lula e do Ministério da Justiça quando Tarso era ministro, também no governo daquele a quem concedeu soltura.

Favreto afirma que Lula entrou com uma nova petição em que alega ‘entraves e retardo no cumprimento da decisão exarada no presente Habeas Corpus, bem como pela ausência de Delegado da Polícia Federal na sua sede’.

A sede da Polícia Federal em Curitiba está cercada pela polícia. A PF aguarda decisão do presidente do TRF4, mas já está com pedido de soltura de Lula em mãos.

 

Comentários