Moro desmonta defesa de corruptos na Câmara Ministro da Justiça diz que interesse de divulgação de mensagens distorcidas é para libertar Lula

0

O ministro da Justiça, Sérgio Moro desmontou a articulação dos apoiadores do ex-presidente, Luís Inácio  Lula da Silva, preso em Curitiba, para tentar invalidar as ações da Operação Lava Jato a partir de divulgação de supostas mensagens atribuídas à força tarefa da justiça.

Na Comissão de Constituição e Justiça, o ministro da Justiça se manteve calmo e respondeu aos questionamentos da oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro. Disse que não era ele que estava sendo investigado por corrupção e ironizou as publicações de mensagens adulteradas.

Foram  sete horas em uma sessão conjunta das comissões de Constituição e Justiça, de Trabalho e de Direitos Humanos para falar aos deputados sobre as supostas mensagens.

Para Moro, a intenção da divulgação de mensagens adulteradas é de soltar o líder máximo da quadrilha que saqueou os cofres públicos nos últimos anos e proteger os que ainda não estão cumprindo pena em presídios.

O ex-magistrado voltou a dizer que não reconhece a autenticidade das mensagens divulgadas pelo site The Intercept e que as conversas do aplicativo Telegram não estão mais arquivadas no celular dele. E que “é comum” juízes falarem com procuradores e advogados sobre processos.

Inquisitores de Moro na CCJ tiveram que engolir manifestações de colegas parlamentares que lembraram seus apelidos nas planilhas da corrupção da Odebrecht, como solução” e “montanha” que se referem a Maria do Rosário (PT-RS) e o líder do partido, Paulo Pimenta.

A CCJ encerrou a audiência com Moro depois que o ministro  deixou a Comissão em  meio a um bate boca entre os parlamentares.

Repetindo os ataques da oposição ao ministro, o deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) o chamou de ladrão e desencadeou um enorme e último bate-boca entre os parlamentares

Um dos deputados, Bocão do Paraná entregou um troféu ao ministro, simbolizando o campeão na luta contra a corrupção.

 

Comentários