Montanha de dinheiro é atribuída a Geddel Vieria Lima Milhões de reais nas mãos de um preso libertado sem tornozeleira

0
foto polícia federal

A Polícia Federal fotografou nesta terça-feira 05 de agosto, uma montanha de dinheiro que teria sido escondido por Geddel Vieria Lima, ex-ministro do presidente da República Michel Temer, e apontado por Joesley Batista da JBS, como comparsa do presidente em roubo de dinheiro público.

Os milhões de reais ainda não foram contados, mas o volume impressiona. São caixas e malas escondidas em um apartamento, que segundo a polícia, tem ligação com o ex-ministro de Temer que está em prisão domiciliar. Quem liberou o ladrão da prisão não desconfiava que Geddel escondia tanto dinheiro? Porque ele conseguiu transferência para a cidade onde escondia o tesouro roubado? Estas são apenas umas das questões que o desembargador federal Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, tem de explicar. Ele concedeu prisão domiciliar ao ex-ministro, permitiu a ida para Salvador e sem tornozeleira.

O espantoso é que a Polícia Federal encontrou hoje na Operação Tesouro Perdido, ao cumprir mandado de busca e apreensão, o endereço em Salvador, que seria utilizado por Geddel Vieira Lima como esconderijo para guardar o dinheiro roubado. Segundo o

Ex-ministro da Secretaria de Governo de Michel Temer, Geddel Vieira Lima (PMDB) foi preso pela Polícia Federal, na Operação Cui Bono, que investiga desvios na Caixa Econômica Federal.

Segundo o Ministério Público Federal, o ex-ministro estaria tentando obstruir investigações que apuram corrupção na liberação de recursos da Caixa. A prisão aconteceu depois que o doleiro preso, Lúcio Funaro disse à Justiça que entregava as malas de dinheiro roubado para Geddel, justamente em Salvador.

Comentários