Ministro era testa de ferro de pai e filha Polícia federal concluiu investigação sobre os crimes no ministério do Trabalho de Temer

0
S11 ARQUIVO 29/01/2018 POLITICA - Deputado Cristiane Brasil posta foto nas redes sociais se defendendo das acusações por ter sido processada na Justiça Trabalhista. Cristiane foi nomeada ministra do Trabalho pelo presidente Michel Temer mas nao foi empossada apos a Justica embargar a posse. FOTO

A Polícia Federal concluiu as investigações da “Operação  Espúrio” que desbaratou o esquema de corrupção que vendia sindicatos para bandidos no ministério do Trabalho.  Para a policia federal, o chefe da quadrilha é um conhecido criminoso, o presidente do PDT, Roberto Jeferson que tinha como comparsa, sua própria filha, a deputada Cristiane Brasil, aquela do vídeo no barco com os peladões que dizem que “todo mundo faz”.

A quadrilha que usava o então ministro,    Helton Yomura como testa de ferro  causou prejuízo  de milhões de reais aos cofres públicos,  cobrando propina de outros criminosos que montavam e conseguiam, fraudulentamente,  registros de sindicatos no ministério.

Pelo menos 39 pessoas integravam o bando  criminoso que forjou os registros dos sindicatos fraudulentos. As investigações do inquérito concluído pela Polícia Federal foram encaminhadas para a Procuradoria Geral  da República.

Comentários