Milionário acusado de exploração sexual de menores é encontrado morto Ele estava preso em Manhattan

0

Jeffrey Epstein, financista norte americano que enfrenta acusações federais de tráfico sexual, cometeu suicídio na noite de sexta-feira em sua cela na baixa Manhattan, informaram vários meios de comunicação dos EUA neste sábado (10).

Epstein, que foi preso em 6 de julho, se declarou inocente de acusações de tráfico sexual envolvendo dezenas de garotas menores de 14 anos, de pelo menos 2002 a 2005.

As acusações foram anunciadas mais de uma década depois que Epstein se declarou culpado de acusações de prostituição na Flórida.

Ele estava confinado no Centro Correcional Metropolitano de Manhattan enquanto apelava da recusa de um juiz distrital em deixá-lo morar, sob guarda de 24 horas, em sua casa no Upper East Side.

No mês passado, Epstein foi encontrado inconsciente em sua cela com ferimentos no pescoço, informaram meios de comunicação, citando fontes não identificadas.

Comentários