Mais de R$ 3 bilhões foram roubados só dos fundos de pensão CPI deve denunciar Vacari, ex-tesoureiro do PT e Russo, ligado ao PMDB

0
João Vaccari
João Vaccari

O relatório da CPI dos Fundos de Pensão, deve ser lido hoje, segunda-feira (11), e pedirá o indiciamento de pelo menos 200 pessoas que roubaram mais de R$ 3 bilhões de fundos de previdência complementar. O rombo nos fundos de pensão chega a R$ 77,8 bilhões.

A fraude foi feita por dirigentes de entidades como a Petros dos funcionários da Petrobrás, da Previ, dos funcionários do Banco do Brasil, da Funcef da Caixa Econômica Federal e do Postalis do Correios.

Entre os que devem ser indiciados estão o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, diga-se de passagem, que já foi condenado por diversos crimes e Alexej Predtechensky, o Russo, operador do PMDB.  João Vaccari será acusado de roubar dinheiro dos servidores da Petrobrás.

O relatório recomenda à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), ao Tribunal de Contas da União (TCU) e à Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) que melhorem, ou no meu entender, passem a controlar os fundos de pensão das estatais que se encontram nas mãos de bandidos, sem que os órgãos fiscalizadores nada vejam, detectem ou tomem providências.

O relatório, tem mais de 700 páginas e, entre outras providencias, pede que indicados pelo governo tenham menos poder no gerenciamento dos fundos de pensão dos funcionários.

Comentários