Lula incita crime e Bolsonaro reage reunindo cúpula militar Mal saiu da cadeia o criminoso incitou atos de violência como no Chile

0

O presidente Jair Bolsonaro reuniu a cúpula militar e de segurança institucional para avaliar o cenário político após a soltura de Lula, que assumiu postura beligerante incitando seus seguidores a praticarem atos de violência.

Lula, em seu discurso de hoje, mostrou que deseja a violência no Brasil convocando o povo para vandalizar nas ruas como ocorre no Chile.  O condenado por crimes contra o patrimônio público agrediu diversas instituições e ofendeu o Presidente da  República.

Foram convocados para uma reunião de emergência com Bolsonaro os ministros Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira (Secretaria de Governo), o chefe do GSI, Augusto Heleno, além dos comandantes Ilques Barbosa Junior (Marinha), Edson Leal Pujol (Exército)e Antonio Carlos Moretti Bermudez (Aeronáutica).

 

Comentários