Líder de Bolsonaro pego com dinheiro nas nádegas

0

A Polícia Federal encontrou dinheiro escondido nas nádegas do senador Chico Rodrigues em busca e apreensão na operação que investiga desvio de dinheiro de emendas parlamentares para o combate ao Covide-19.

Ao todo a PF apreendeu R$ 100 mil na casa do parlamentar, que é vice-líder do governo Bolsonaro no Senado e emprega em seu gabinete Léo Índio, primo dos filhos de Bolsonaro.

A ordem de busca e apreensão foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso.

Fontes que tiveram acesso a
informações da investigação sigilosa, afirmam que forum encontrados R$ 30 mil dentro da cueca do vice-líder do governo Jair Bolsonaro.

A investigação apura indicios de irregularidades em contratações feitas com dinheiro publico, que teriam gerado sobrepreço de quase R$ 1 milhão.

A Controladoria-Geral da União (CGU), que também faz parte da investigação, disse que a operação Desvid-19, realizada em Roraima, apura o “desvio de recursos públicos por meio do direcionamento de licitações”. Ainda segundo a CGU, as contratações suspeitas de irregularidades, realizadas no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde, envolveriam aproximadamente R$ 20 milhões que deveriam ser utilizados no combate ao novo coronavírus.

A operação que alvejou o senador foi realizada no mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro disse que dará uma “voadora no pescoço” de quem se envolver em corrupção. A nova expressão foi usada uma semana depois de o presidente ter afirmado que a Lava Jato acabou porque, segundo ele, não há corrupção em sua gestão.

Comentários