Júlio César recebe apoio direto do presidente Bolsonaro em Parauapebas Vice-líder do governo Bolsonaro no Congresso, Otoni de Paula esteve em Parauapebas no fim de semana

0

O presidente da República Jair Bolsonaro falou, via vídeo- conferência ao celular com apoiadores dele no município de Parauapebas, no Pará. Bolsonaro também falou com apoiadores na Zona Rural Contestado. Um dos enviados ao estado do Pará, o deputado federal Otoni de Paula, vice-líder do governo no Congresso Nacional foi levar o apoio à pré-candidatura de Júlio César.

Aos moradores de Contestado, Otoni de Paula disse que quando Júlio César estiver eleito prefeito, a luta para incorporar o povoado ao município de Parauapebas vai ter fim.

Zona Rural terá plebiscito para incorporar definitivamente ao município de Parauapebas

“Vamos fazer o que for necessário para que a zona rural do Contestado seja realmente reconhecida, inclusive um plebiscito para confirmar a zona rural como integrante da jurisdição de Parauapebas e tenha garantido todos os direitos e benefícios dados pela prefeitura, com acesso irrestrito aos equipamentos públicos” destacou o enviado do presidente Bolsonaro.

Otoni e Júlio César também se reuniram com os pré-candidatos à vereadores pelo PRTB no município. O presidente da República explicou que seu pré-candidato para a prefeitura é Júlio César e que dará apoio aos candidatos do PRTB nas eleições deste ano, em Parauapebas.

Pré-candidatos à vereadores pelo PRTB em Paraoapebas em reunião com vice-líder do governo no Congresso e pré candidato à prefeito Júlio César

Júlio César agora conta com um batalhão de frente de dar inveja, além do ex-senador Mário Couto, do deputado federal Eduardo Bolsonaro, do também federal, Otoni de Paula, vice-líder do governo no Congresso, do também deputado federal Éder Mauro, do vice-presidente Hamilton Mourão, do mesmo partido de Júlio César, agora é o próprio Bolsonaro quem entra na campanha de Júlio César.
Bolsonaro enviou seu grupo para o município por considerar que o apoio que recebeu de Júlio César em 2018, foi fundamental para a grande vitória da chapa presidencial no município, naquele ano, e agora é hora de retribuir o empenho.

O vice-líder Líder do governo no Congresso Nacional também se reuniu com o pré-candidato à prefeitura de Belém, ex-senador Mario Couto. Eles também conversaram com o presidente Jair Bolsonaro via conferência. Mario Couto que é pré-candidato à prefeitura da capital paraense, está entusiasmado com a crescente onda de apoio aos pré-candidatos bolsonaristas, como o recebido por Júlio César.

O pelotão eleitoral de Jair Bolsonaro está apostando todas as fichas na candidatura de Júlio César. Júlio César conta com o apoio do presidente nacional do PRTB, Levy Fidelix para concorrer nas próximas eleições.

Senador Mario Couto conversa com Bolsonaro

Na terça-feira (14) da semana passada, foi registrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) uma pesquisa de intenção de votos que vai mensurar à adesão a nomes de pré-candidatos e, também, dos que aspiram a uma vaga na Câmara Municipal. A pesquisa, registrada sob protocolo PA-09466/2020, é de autoria do Instituto de Pesquisas Estatísticas do Pará (Ipep), também conhecido como Data Populi, e prevê divulgação de resultados no início da semana que vem.

Uma amostra de 790 eleitores — de um universo de cerca de 163 mil atualmente — começou a ser ouvida desde quarta-feira (15) por telefone. Os bairros Rio Verde (133), Da Paz (108), União (86), Cidade Nova (82), Liberdade (59), Primavera (57), Cidade Jardim e Guanabara (36 cada), Betânia (31) e a zona rural (36) têm os maiores volumes de cidadãos consultados.
O nível de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro, para mais ou para menos, é de 3,5%. Nomes como o do atual prefeito Darci Lermen, do ex-prefeito Valmir Mariano e Júlio César, assim como o do pecuarista Marcelo Catalão estão no páreo, com nomes como o de Francine do HiperSenna, Joelma Leite, Rubens Moraes e Meire Vaz.

A pesquisa também quer saber em quem o eleitor pretende votar para vereador, sem, contudo, apresentar nomes. Na ocasião, são avaliados ainda os governos do presidente Jair Bolsonaro, do governador Helder Barbalho e do prefeito Darci Lermen.

Comentários