Jairinho não é mais Dr. com suspensão de registro profissional no Conselho de Medicina

0

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) interditou por cautela o médico Jairo Souza Santos Junior, o Dr Jairinho, que está preso por tortura e assassinato de seu enteado de apenas 4 anos, a criança Henry Borel.

Jairo ainda continua sendo vereador.

A decisão, foi tomada por fortes indícios e possível infração ao Código de Ética Médica, no processo de sindicância. A entidade disse que a medida foi estabelecida para “proteger a população e assegurar a boa prática médica”, em nota divulgada para imprensa.

Em depoimento prestado ao Conselho de Ética da Câmara de Vereadores do Rio, dias atrás, o conselheiro do Instituto D’Or Pablo Menezes disse que Jairinho tentou impedir que o corpo do enteado fosse encaminhado ao IML, uma forma de atrapalhar as investigações sobre o assassinato da criança por espancamento.

Comentários