Internacionalização em Redes é tendência na educação superior Cooperação compartilhada cria nova metodologia de trabalho

0
Reunião Laboratório Ítalo-Brasileiro, em Bolonha, dezembro, 2019.

Na implementação da internacionalização existem barreiras acadêmicas, financeiras e culturais. Nesse processo além de um plano de ação são necessários mecanismos para o desenvolvimento de projetos de ensino e pesquisa em parceria, formação conjunta de profissionais, mobilidade docente e discente para proporcionar a troca de experiências entre instituições e serviços. Redes de cooperação técnica e compartilhamento diminuem custos e demostram qualidade superior na produção de conhecimentos. Na educação superior esse modelo inova o ato de internacionalizar.

Na área da saúde, há uma experiência inovadora de cooperação técnico-acadêmica do Laboratório Italo-brasileiro de Formação, Pesquisa e Práticas em Saúde Coletiva que congrega instituições brasileiras e italianas. As instituições e os serviços compartilham  de produções colaborativas tendo como objetivo comum qualificação dos serviços dos dois países aprimorando o desenvolvimento do ensino e da pesquisa. Uma vez sistematizadas as experiências, as tecnologias e as metodologias produzidas localmente há a disponibilização do conhecimento  de duas formas: cooperação horizontal (entre serviços socio-sanitários locais) e cooperação técnica (entre os serviços e outras instituições italianas e internacionais). O diferencial desse trabalho exitoso é a pesquisa com publicações em Rede que facilitam a troca de conhecimentos e diminuem os custos do processo de internacionalização para as instituições de educação superior.

O registro de todo esse processo é realizado por editoras com expertise na área. A Editora da Rede Unida, lançou em dezembro, na localidade de Salsomaggiore, na Região da Emília Romana, Itália  a publicação “Le cure intermedie come potenziamento del welfare territoriale” (Cuidados intermediários como potência da atenção socio-sanitária territorial, em tradução livre).  Estiveram presentes trabalhadores do sistema sociale e sanitario regional da Emília Romana, dirigentes do governo regional, dirigentes das Universidades de Parma e Bolonha, da Organização AIFO, da Rede Unida e docentes de universidades brasileiras que participaram do evento.

Uma forma eficaz de cooperação técnica de registro de evidências desse processo é o lançamento de editais. Entre os editais lançados pela Rede Unida, existe uma coletânea de artigos com o tema “Cuidados Intermediários: experiências compartilhadas entre a Itália e o Brasil”, produzidos no projeto “Cuidados Intermediários: desenvolvimento e transferência de instrumentos de gestão do cuidado entre Itália e Brasil (RERSUS)”. O projeto foi financiado pela Região Emilia-Romagna e desenvolvido pela Associação Italiana Amigos de Raul Forlereau (AIFO), em parcerias com  Alma Mater Studiorum Universidade de Bologna, Universidade de Parma, Universidade Federal Fluminense, Azienda USL di Modena, Azienda USL di Parma, Azienda USL della Romagna, Município de Castelfranco Emilia e Associação Brasil Saúde e Ação (BRASA). Essa experiência criou campo para o desenvolvimento do modelo de cuidados intermediários no Brasil e na Itália.

Outra forma é a publicação de suplementos temáticos nas revistas das instituições de educação superior. A Editora da Rede Unida propôs para 2020 um suplemento temático da Revista Saúde em Redes sobre o tema do cuidado em saúde à pessoa idosa, em colaboração com a Rede Internacional de Pesquisas em Gerontologia e Sistemas de Cuidado no Envelhecimento (RedeGeronto). A temática do suplemento expande o debate promovido no seminário “Envelhecimento da população: experiências em diálogo”, realizado em fevereiro de 2019, em Bolonha/Itália, por meio de uma parceria entre a Associação Brasileira da Rede Unida, o governo da Região da Emilia-Romana, as Universidades de Bolonha e Parma, a 2 em 1 Comunicação e Educação, entre outras entidades.

A próxima edição do Seminário Internacional do Laboratório será realizada no período de 17 a 22 de fevereiro de 2020, em Bolonha/Itália, e de 22 a 25 de julho de 2020, em Niterói/Brasil, junto ao 14º Congresso Internacional da Rede Unida. Informações na página da Rede Unida (http://www.redeunida.org.br) e 2 em 1 Comunicação e Educação (http://www.2em1consultoria.com.br) .

As publicações descritas aqui fazem parte da Série Saúde Coletiva e Cooperação Internacional da Editora Rede Unida (http://editora.redeunida.org.br/). 

Outras informações sobre os lançamentos e os editais podem ser obtidas no ambiente das chamadas de manuscritos da Editora Rede Unida (http://editora.redeunida.org.br/editora-rede-unida/chamadas-para-manuscritos/).

Fonte: 2em1consultoria e Editora Rede Unida

Comentários