Gilmar Mendes insinua enriquecimento ilícito de juiz que prendeu Garotinho Ministro também acusou juízes de serem falsos heróis

0

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, acusou juízes de serem falsos heróis ao comentar a prisao do ex-governador do Rio, Antony Garotinho, que ele libertou.  “Existem muitos falsos heróis em matéria penal” disse. Gilmar atacou diretamente o juiz de Campos dos Goytacazes, Glaucenir de Oliveira que determinou a prisão do ex-governador. Ele levantou suspeitas de enriquecimento ilícito do juiz.

““Nós temos hoje um modelo muito curioso desses heróis, na verdade, muitos falsos heróis nesta temática penal. Esse juiz, inclusive, depois me mostraram no Facebook, é um juiz que aparece dirigindo carros riquíssimos. Certamente, a magistratura do Rio é muito bem remunerada, por exemplo, um Porsche, coisa do tipo”, disse o ministro.

Mendes concedeu liberdade a Garotinho e ao presidente do PR, Antônio Carlos Rodrigues em dezembro do  ano passado. Ontem, na última sessão presidida no TSE por Gilmar, o julgamento final do caso foi interrompido por um pedido de vista.

O juiz Glaucenir de Oliveira, responsável pela prisão, já havia acusado Gilmar Mendes de  receber dinheiro para libertar Garotinho.

O ex-governador,  a mulher dele e também, ex-governadora Rosinha Garotinho,foram presos  no dia 22 de dezembro acusados de corrupção, concussão, participação em organização criminosa e falsidade na prestação das contas eleitorais. Rosinha foi solta no dia 29 de novembro com o uso de tornozeleira eletrônica. Eles foram soltos por Gilmar MendesMendes.

No dia 6 de fevereiro, o tribunal passará a ser presidido pelo ministro do STF Luiz Fux.

Comentários