Gilmar Mendes é obscuro, omisso e contraditório em decisões suspeitas diz PGR Raquel Dodge quer revogar decisões do problemático ministro do Supremo Tribunal Federal

0

A Procuradoria Geral da Republica quer reverter a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes que solta reiteradamente o crminoso Arthur Machado, conhecido como “Rei Artur”.

A procuradora Raquel Dodge afirmou que a decisão liminar concedida pelo ministro possui “obscuridade, contradição e omissão”,  já que as provas  demonstram a necessidade da prisão preventiva.  Arthur Machado liderava uma organização criminosa que contava com uma rede de doleiros encarregados da lavagem do dinheiro, roubado do povo. “Os relatos e provas deixam claro que as operações se repetiram, pelo menos, até dezembro de 2017”, descreveu a PGR.

Comentários