Gilmar e Toffoli pressionam senadores contra CPI da Lava Toga Ministros do STF temem abertura de investigação no Senado

0

O senador  Alessandro Vieira (PPS), em entrevista à Crusoé, contou que ministros do STF assediam todos os senadoress para não aprovarem a CPI da Lava Toga.

Segundo a revista, os senadores receberam telefonemas para enterrar a CPI.  Parece que os ministros não querem.meamo serem investigados. Afinal, do que eles tem medo?

O senador teria dito que  recebi contatos “do Toffoli, do Gilmar. Um senador me disse que outro ministro também ligou. E os argumentos contra a CPI foram se amoldando. Primeiro, que não podia ter CPI porque juridicamente não era possível. Depois, foram mudando para a história de uma crise institucional que poderia parar o país. Em alguns casos, a movimentação era triangular. Ministros do Supremo pediam a outras pessoas para pressionarem. Em vez de o ministro ligar diretamente, ele pedia para alguém que tinha influência sobre o senador ligar. O empresário Benjamin Steinbruch, por exemplo, ligou para o Cid Gomes. Duas senadoras do PSL, Soraya (Thronicke) e Selma (Arruda), foram muito pressionadas pelo Flávio Bolsonaro. Ele não assinou a CPI. Primeiro, disse que não assinava para não comprometer o pai. E depois passou abertamente a defender que não tivesse CPI para não gerar uma crise institucional.” explicou.

Os ministros já se sentem incomodados com a pressão popular nas redes sociais que levanta hashtags como #foratoffoli #foragilmar #forastf #stfvergonha e outras manifestações de repúdio a decisões que libertam criminosos, principalmente políticos condenados por roubarem dinheiro público.

 

 

Comentários