General Paulo Chagas fortalece suspeita de golpe por Bolsonaro

0

Em texto postado nas redes sociais, nesta Quinta-feira (01), um dos generais mais respeitados na reserva do Exército Brasileiro, general Paulo Chagas, fortaleceu as suspeitas de toda a imprensa nacional e parlamentares de que o presidente da República, Jair Bolsonaro tentou utilizar as Forças armadas para fins escusos, com um golpe militar.

No texto, o General Paulo Chagas tranquiliza a Nação e afirma que Bolsonaro ou qualquer outro presidente dos três poderes, não conseguirão, mesmo com o atual ministro da Defesa, general Braga Neto, fazer com que Exército, Marinha e Aeronáutica se curvem a devaneios.

General Paulo Chagas postou foto em que parabeniza comandantes que preservaram FFAAs com Instituição de Estado e não de Governo

Ao fazer a leitura de que militares não falam muito sobre problemas internos das forças, somando-se à declaração do ex-ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, que deixou claro ter preservado as Forças Armadas de aventureiro, com a frase:

“Neste período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado”.

fica claro que o presidente foi rechaçado em suas intenções nada democráticas de um auto golpe.

Leia o texto do general Paulo Chagas, na Íntegra:

NÃO ÀS AVENTURAS AUTORITÁRIAS.

Caros amigos

Mais uma vez a história registra o perfil democrático e o comprometimento exclusivo das FFAA com o Estado brasileiro, motivo de tranquilidade e de orgulho para toda a Nação.

A forma intempestiva como foram substituídos os Oficiais Generais que respondiam pelo Comando e pela isenção política das Forças evidencia a contrariedade do Primeiro Mandatário com a fidelidade das Instituições Militares aos limites da sua destinação constitucional

Isto, sem dúvida, seria preocupante caso não houvesse a certeza de que a postura dos Generais representa a maturidade e as convicções democráticas das FFAA brasileiras, consolidadas em décadas de permanente aprendizado na prática exclusiva do serviço à Pátria.

A justificada suspeita de que a missão atribuída ao Gen. Braga Neto, à frente do Ministério da Defesa, inclui a imposição de uma mudança nesta atitude, será, obviamente, motivo de nova frustração para Sua Excelência o Presidente da República, porque não há qualquer motivo ou razão para que isto aconteça.

O compromisso com a democracia afasta as FFAA dos extremismos ideológicos, do populismo eleitoreiro, da demagogia e das aventuras autoritárias de quaisquer dos Poderes da República .

Portanto, fossem quais fossem os Oficiais Generais nomeados para os cargos máximos das Forças, nada mudaria no comportamento institucional de Marinheiros, Soldados e Aviadores.

É no que creio e do que faço fé!

Brasil acima de tudo!

Gen Paulo Chagas

Comentários