GAMER. Uma nova profissão surge!

0
GAMER. Uma nova profissão surge!

O que é um gamer profissional?

Mais do que entretenimento ou interação com os amigos, para os gamers profissionais, os jogos são uma profissão. Os pro-players, como também são chamados, ganham dinheiro jogando e participando de competições. Os rendimentos mensais de um gamer profissional podem variar entre R$ 3 mil e R$ 20 mil. Esses lucros são oriundos de patrocínios, premiações, publicidade, monetização e venda de produtos.

Além disso, essa é uma carreira séria: os jogadores são considerados atletas digitais e treinam durante horas. Eles também passam muitas horas estudando estratégias e técnicas para vencer seus adversários. Há gamers que, inclusive, recebem dinheiro escrevendo críticas sobre jogos e produzindo canais no Youtube ou na Twitch sobre o tema.

Como é o dia a dia de um gamer profissional?
Assim como jogadores de futebol ou qualquer outro atleta, um gamer profissional costuma
participar de times patrocinados. Normalmente, essa equipe vive em centros de capacitação onde passa boa parte do tempo treinando e estudando.
É comum que o dia de um jogador comece depois das 11 horas e só termine de madrugada.

Sua rotina inclui de 8 a 12 horas diárias de prática de jogos e mais algumas horas de estudo, em que há orientações dadas por um técnico, discussões de estratégias e análise das partidas dos adversários.

Nas Gaming Houses, os atletas contam com salas climatizadas, computadores de última
geração com acesso à internet, refeições planejadas por nutricionistas, entre outros benefícios. E engana-se quem pensa que a vida dos gamers se resume aos computadores: eles precisam frequentar a academia e recebem atendimento psicológico para manter a saúde física e mental.

Com o avanço da tecnologia e as constantes atualizações de games e plataformas, não foi
muito difícil criar um emprego que una lazer com demandas profissionais. Os gamers estão
dominando cada vez mais o mundo e mostraram que vieram para ficar!

E aí, o que achou do nosso conteúdo?
Curta, comente e compartilhe!

Comentários