Fundador afunda PT e Dilma também pode ser presa Palocci entregou ex-chefes Lula e Dilma

0
Palocci entrega Lula e Dilma
Palocci entrega Lula e Dilma

No acordo de delação premiada do Fundador do Partido dos Trabalhadores, Antonio Palocci que foi ministro da fazenda de Lula e da Casa Civil de Dilma, foram apresentados caminhos de dinheiro, datas de reuniões, farta documentação e  provas que podem levar Dilma Rousseff também para a prisão de Curitiba, onde já se encontram o próprio delator e o ex-presidente Lula.

Um dos principais líderes do PT, Palocci delatou o esquema criminoso de arrecadação e partilha de dinheiro roubado em conluio com empreiteiras comandadas por também criminosos citados na Lava-Jato. O petista detalhou reuniões em que esteve  com os demais bandidos e como era a atuação dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff na quadrilha.

O ex-ministro da fazenda ainda pode anexar, durante as conclusões das investigações, mais dados e provas ao depoimento.  Ele está preso em Curitiba desde setembro de 2016, condenado a 12 anos, dois meses e 20 dias de prisão por  corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Palocci detalhou a entrega de pacotes de dinheiro vivo em mãos, recebido da conta “Amigo” da Odebrecht, ao ex-presidente Lula e relacionou datas e valores entregues na sede do Instituto Lula. O dinheiro teria sido usado por Lula para gastos pessoais.  Sobre Dilma Rousseff, Palocci confirmou a intenção de crime e detalhou como a presidente do Brasil atrapalhou as investigações da Lava Jato com a nomeação do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil  para livrar o acusado da justiça.

Dilma também participou ativamente de outros  crimes como o roubo de dinheiro na construção de sondas para exploração de petróleo em águas profundas, usado para bancar sua primeira eleição para presidente.

Comentários