A festa mais underground dia 17 de fevereiro (sexta) no SuB Dulcina Paulo Tessuto e sua crew, a Carlos Capslock mudou o conceito de pista de dança para boa parte dos clubbers de São Paulo.

0
Carlos-capslock

A festa mais underground de São Paulo e referência internacional da música eletrônica desembarca com seu showcase em Brasília, dia 17 de fevereiro (sexta) no SuB Dulcina. Através das festas que levam o seu nome e são organizadas por Paulo Tessuto e sua crew, a Carlos Capslock mudou o conceito de pista de dança para boa parte dos clubbers de São Paulo, sendo considerada a festa mais underground da cidade.

Paulo acreditou tanto no poder de sua ideia que largou sua residência no lendário D-Edge para aprofundar suas investidas no processo de revolução da cena na cidade. O evento já foi indicado como Festa Destaque do Ano no prêmio RMC.

Um dos pontos fortes da Capslock é o time de residentes, composto por artistas capazes de entregar sensações diferentes a pista de dança, sempre dentro da proposta e curadoria ousada da festa. Toda a transgressão e efervescência cultural de Paulo Tessuto se catabolizam na festa itinerante Carlos Capslock. O nome veio de uma brincadeira entre amigos e o personagem, deformador de opiniões e designer de teclados, é parte integrante de toda a identidade visual do projeto.

Toda a comunicação é feita com bom humor e de forma viral. São telenovelas, fanzines, montagens e uma sorte de artifícios que adicionam um toque de humor e acidez ao evento. Criticas políticas e sociais são constantemente abordados como temática dos eventos.

A música passeia de forma hipnótica entre sons minimalistas, techno, nudisco, downtempo, micro house e o que mais possa levar os frequentadores a uma experiência inovadora e destoante do cenário local. O evento também é espaço para performances de todas as espécies, projeções independentes e uma reunião extremamente diversificada de pessoas em busca de um espaço para se divertir e, ao mesmo tempo, se expressar.

Paulo Tessuto – deformador de opiniões:

Em um ambiente onde muitos são coadjuvantes na cena cultural e musical, o artista Paulo Tessuto se destaca pelo engajamento em todos os níveis. Alem de DJ e produtor, organiza a festa itinerante Carlos Capslock, produz fanzines, vídeos e promove ocupações de espaços públicos com o objetivo de aumentar a interação entre o público e a cidade aonde vivem.

Pesquisador assíduo, está sempre buscando aquilo que existe de mais moderno em termos musicais e misturando influências que levem a sonoridades inovadoras e destoantes daquilo apresentado por outros artistas. Não existem limites entre misturar techno de Berlim, micro house ou samples obscuros de bandas punks dos anos 70. O objetivo é experimentar, hipnotizar e surpreender.

Indicado como finalista do prêmio RMC como melhor DJ Underground de música eletrônica do Brasil.

L_cio (live) – o flautista

Laercio Schwantes aka L_cio, o homem com a flauta transversal. Sem duvida, uma visão rara na música eletrônica, mas isso não é a única coisa que diferencia o instrumentalista e produtor L_cio. Ele nunca quis se tornar um DJ: a sua área de especialização é a performance ao vivo, e não a busca e curadoria de lançamentos de outras pessoas, e isso se reflete no fato incomum de que Laercio tem residências em clubes como The Edge sem nunca ter tocado um disco.

por-Brafperr

Indicado como finalista do prêmio RMC como melhor live de música eletrônica do Brasil.

Serviço: SubDulcina convida Carlos Capslock
Data: 17 de fevereiro (sexta) a partir de 22 horas
Local: SuB Dulcina (Setor de Diversões Sul)
Ingressos: R$ 30,00 (antecipado)
Vendas online ou na loja Mercadinho do Natinho (Conic)
Preço sujeito a alteração na hora do evento
Informações: (61) 99618-5981.

Comentários