EXCLUSIVO: NOVOS PAINÉIS DE ATHOS BULCÃO SÃO RECONHECIDOS, ANTES DE SEREM DEMOLIDOS, EM EDIFÍCIO PROJETADO POR RR ROBERTO, EM BRASÍLIA Iphan e Fundação Athos Bulcão abriram processo de reconhecimento da autoria das obras. Arquiteto visitou o local.

0
1016

No ano de comemoração do centenário de Athos Bulcão, o patrimônio histórico ganha dois presentes inesperados. O arquiteto RR Roberto confirmou a autoria de dois painéis em azulejo desenhados pelo artista plástico e que estavam para serem demolidos em uma reforma no prédio do ministério da Fazenda no setor de Autarquias Sul, em Brasília. 

Em vistoria realizada nesta quarta-feira (25) com o acompanhamento de responsáveis pela administração da Fundação Athos Bulcão e arquitetos do ministério da Fazenda, RR Roberto confirmou que os dois grandes painéis são mesmo de autoria de Athos Bulcão.

“Este espaço foi destinado para que fossem incluídos os painéis, já que seria reservado para ser um ambiente agradável, um restaurante na cobertura para servir a funcionários e visitantes do ministério” disse RR.

Para o arquiteto, os painéis são um patrimônio não só de Brasília, mas de toda humanidade e trazem os detalhes e características da maioria das obras do artista. “O Athos Bulcão era genial e eu tive o prazer de conviver com ele naquele período de efervescência artística e arquitetônica. Foi uma fase de crescimento profissional para mim, de aprendizado e formação de conceitos que trago comigo até hoje. Figuras como Athos Bulcão, Oscar Niemayer e Lúcio Costa enriqueceram nossa arte, nossa cultura, na verdade, a nossa vida”, declarou RR Roberto.

RR Roberto analisa e reconhece a obra de Athos Bulcão
RR Roberto analisa e reconhece a obra de Athos Bulcão

Para ele, não resta dúvida quanto à autoria dos painéis. “Uma das características marcantes de Athos Bulcão era a de criar peças como estas duas que, mesmo montadas em sequencias aleatórias, resultavam em obras de arte. “Nem eu, nem o Athos Bulcão viemos orientar os instaladores para a montagem dos painéis. O pedreiro responsável é quem escolhia a sequência que queria dar e o resultado é este que vocês estão vendo. Fantástico”, ressalta o arquiteto.

O primeiro painel de azulejo fica no que deveria ser o vão central e tem 3,6 mts de altura por 12,05 metros de comprimento. Na cópia da planta do projeto original de detalhamento da arquitetura, a inscrição feita à mão pelo próprio RR Roberto na época, determinou a criação do painel decorado para ser aplicado na parede do restaurante, com a legenda XI no detalhamento.

O segundo painel possui dimensões maiores e toma de um lado ao outro, a parede do final do que era um grande salão na cobertura do edifício, medindo 3,6 mts de altura por 13,03 de comprimento.

Os painéis ficam no 11° andar do edifício Órgãos Regionais do ministério da Fazenda, onde hoje funciona a Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias – ABGF. Ambos painéis devem passar por restauração, já que durante anos, as obras de arte foram negligenciadas. Os estragos foram tão grandes que até um quadro de energia foi instalado dentro de um dos painéis. Divisórias e portas foram sobrepostas, além de um forro de PVC ter sido instalado rebaixando o teto original tampando e danificando parte dos painéis.

Segundo a administradora da Fundação Athos Bulcão, Rosanalha Martins os estudos para a restauração das peças devem começar em breve. “Vamos iniciar o mais rápido possível o processo para a restauração. O depoimento do autor do projeto arquitetônico, o arquiteto RR Roberto, que conviveu com o artista, corrobora com as análises da Fundação, vai de encontro ao pedido feito pelo IPHAN e põe fim às dúvidas sobre a autoria dos painéis”, diz a responsável pelo Instituto.

Athos Bulcão e sua obra Peixes no Templo da LBV
Athos Bulcão e sua obra Peixes no Templo da LBV

Este não é o único projeto de RR Roberto que contou com a parceria de Athos Bulcão. A considerada ‘Quinta Maravilha de Brasília’, a pirâmide de sete faces que abriga o Templo da LBV na 916 Sul, possui em seu interior uma outra obra do artista plástico Athos Bulcão, e pode ser vista pelo público. Trata-se de um painel em madeira desenhado especialmente para representar o cristianismo no interior do Templo ecumênico, intitulada “Peixes”.

Os azulejos são uma marca forte de Athos Bulcão e podem ser encontrados no Aeroporto Internacional de Brasília, Congresso Nacional, Parque da Cidade, Universidade de Brasília, Teatro Nacional, Torre de TV além de escolas, prédios e entre quadras da cidade.

Igrejinha Nossa Senhora de Fátima

É possível ver obras do artista em outras cidades também, como no Memorial da América Latina, em São Paulo, e algumas embaixadas do Brasil no exterior, como Buenos Aires, Cabo Verde, Nigéria e Índia.

O artista plástico carioca mudou-se para Brasília dois anos antes da inauguração da cidade para colaborar em projetos da nova capital. Se estivesse vivo, Athos Bulcão completaria 100 anos em  2018.

Publicidade:

Comentários