Eventos sobre arquitetura e urbanismo movimentão São Paulo em 2016. Agende-se!

0

copan-em-sao-pauloEm 2016 será um ano movimentado na agenda cultural de arquitetos, urbanistas e entusiastas. Na sequência dos centenários de nascimento de dois grandes nomes da arquitetura moderna brasileira – Lina Bo BardiVilanova Artigas -, o ano que vem será repleto de grandes eventos e mostras de arquitetura em São Paulo.

Marcada para outubro deste ano, mas adiada para maio seguinte, a Bienal de Arquitetura de São Pauloainda não tem curadoria definida. Após a bem sucedida tentativa de expandir fisicamente o evento e ocupar com exposições e instalações alguns importantes espaços públicos da cidade, a 11ª edição Bienal de Arquitetura de São Paulo aposta novamente em Wisnik para manter pulsante a discussão da disciplina.

Outro grande evento que chega a São Paulo no próximo ano é a exposição Latin America in Construction: Architecture 1955-1980. Inaugurada recentemente, a maior exposição sobre a arquitetura latino-americana já realizada pelo Museu de Arte Moderna de Nova Iorque – MoMA exibe obras fundamentais para a compreensão do modernismo no continente, mostrando ícones de diversos países do continente, entre os quais, é claro, o Brasil, que participa com projetos de Oscar Niemeyer, Lucio Costa, Paulo Mendes da Rocha, Vilanova Artigas, Gregori Warchavchik, Lina Bo Bardi e Affonso Eduardo Reidy.

Em São Paulo a mostra acontecerá na Oca, no Parque Ibirapuera, que tem o Museu da Cidade como entidade representante a cargo das negociações com o MoMA.

download (9)O Ibirapuera recebe também outro grande evento de arquitetura no próximo ano: a Bienal Iberoamericana de Arquitetura e Urbanismo. Com os arquitetos espanhóis Ángela García de Paredes e Ignacio García Pedrosa como comissários da edição paulistana, esta é a segunda vez que o evento acontece em território lusófono – a primeira foi em Lisboa, em 2008.

A Bienal Iberoamericana acontecerá no Pavilhão Ciccillo Matarazzo – conhecido como Pavilhão da Bienal – projetado por Oscar Niemeyer.

Fonte: Folha de S. Paulo

Comentários