Em 5 dias 17 morrem por falta de energia na Venezuela Nicolás Maduro diz que apagão é culpa de hackers

0

O drama dos Venezuelanos piora a cada dia que passa. Primeiro a luta contra a forme a, a ditadura de Nicolas Maduro,  a    hiperinflação e agora a falta de energia elétrica em um apagão nacional que entra no quinto dia nesta segunda-feira (11).

Olíder da oposição a Nicolás Maduro , Juan Guaidó diz que pelo.menos 17 pessoas ja  morreram   nos hospitais venezuelanos em decorrencia da falta de energia elétrica.

Já comerciantes incapazes de manter os frigoríficos trabalhando começaram a doar queijo, vegetais e carne para os clientes. “Eu vou dar isso para as crianças de rua que eu vejo”, disse Jenny Paredes, dona de um café, em referência ao leite que ela não poderia mais manter guardado.

Outras lojas tinham suprimentos roubados.

Um pequeno supermercado em uma área da classe trabalhadora do oeste de Caracas foi saqueado na noite de sábado (9) depois que os manifestantes fizeram uma barricada em uma avenida e entraram em confronto com a polícia, segundo os vizinhos e o dono da loja, Manuel Caldeira.

“Eles pegaram comida, quebraram as vitrines, roubaram balanças e terminais de ponto de venda”, disse Caldeira, de 58 anos, em pé no chão de fábrica coberto de vidro. “Nós não estávamos aqui (quando aconteceu), chegamos aqui e descobrimos tudo isso destruído.”

O ar na loja ainda cheirava a gás lacrimogêneo da noite anterior, quando a polícia disparou cartuchos para dispersar os saqueadores. Dois funcionários lutavam para abrir portas de proteção de aço danificadas pelos ladrões.

“O sistema elétrico nacional tem sido objeto de múltiplos cyberataques”, escreveu Maduro no Twitter neste domingo. “No entanto, nós estamos fazendo grandes esforços para restaurar o fornecimento (de forma) estável e definitiva nas próximas horas.

 

 

 

Comentários