Eduardo Cunha ganha liminar de soltura do STF Marco Aurélio Mello concedeu liminar, mas Cunha pode não ser solto

0

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu um habeas corpus ao ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB)  nesta quinta-feira 28. O corrupto está preso desde outubro de 2016.

Mesmo com o alvará de soltura, Cunha deve continuar preso, já que  tem outros três mandados de prisão expedidos contra ele, sendo um do juiz Sergio Moro e outros dois pela Justiça Federal de Brasília.

Cunha conseguiu liminar de soltura contra a determinaçao da Justiça Federal do Rio Grande do Norte que investigou a corrupção na construção da Arena das Dunas, em Natal, pelas construtoras Odebrecht e OAS.

Comentários