Disputa pelos Correios esquenta com anúncio de privatização Gigantes internacionais estão de olho na empresa estatal

0
airplane-latam-a320

Mal o governo Bolsonaro anunciou a venda dos Correios, interessados  articulam-se para conquistar a compra da estatal e expandir seus negócios de entrega no Brasil.

O mercado aposta no crescimento do e-commerce e as tradicionais Amazon e Alibaba, que já estavam, mesmo antes do anúncio estudando a compra dos Correios, segundo fontes, terão de enfrentar na disputa, empresas como a Latam.

Nos corredores do Palácio do Planalto, a informação é de que a Latam já teria projeto finalizado para  joint-venture com outras interessadas no setor, para expandir seus negócios, já que a estatal está presente em todos os municípios Brasileiros.

UPS e FedEx, que já atuam no também estão de olhos, ouvidos e sensores ligados no processo de privatização.

Por conta de uma decisão recente do STF, o processo de privatização das estatais deve ser aprovado, um a um no Congresso Nacional.

Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira (21) as estatais que entrarão no processo de privatização.

Esta é a lista anunciada:

Correios
Telebras
Serpro
Dataprev
Ceitec
Codesp
Ceagesp
Emgea
ABGF

Em 2019, 8 estatais já foram privatizadas ou liquidadas. O governo federal ainda tem outras 132 empresas, das quais 86 são subsidiárias da Petrobras, Eletrobras, Banco do Brasil, Caixa, Correios e BNDES.

 

Comentários